Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LA in my heart ♥

05
Jul17

University: Done ✔

 Pois é, chegaram ao fim os três anos mais incríveis da minha vida. Claro que tiveram altos e baixos e, no fim, eu estava morta que acabasse, mas no fundo vou ter saudades daquilo. Sei que entrei uma pessoa naquela universidade e saiu outra completamente diferente, especialmente graças a este último ano. Mudou-me como pessoa e também como futura profissional, muito graças ao desenvolvimento do meu critical thinking. Conheci pessoas fantásticas que espero levar para a vida, outras não tão fantásticas e que gostava de poder 'des'conhecer, mas penso que isso acontece em todo o lado. A minha vida deu uma volta de 360º no mínimo e a verdade é que não me importo, acredito que as coisas acontecem como têm de ser. Acabar esta etapa deixa-me extremamente feliz e, não vou mentir, orgulhosa de mim própria. Já disse isto aqui antes, mas acho que é algo que deve ser referido novamente, toda a gente deveria ter a oportunidade de experienciar isto. Toda a gente acha que universidade é só festas durante o ano e depois um mês de estudo para os exames, para mim não foi nada disso. Talvez porque escolhi ter menos vida social e conseguir chegar aqui sem nunca ter deixado uma única cadeira para trás e passar com boas notas. E, acreditem, às vezes, era difícil, nem sequer tinha tempo para respirar, especialmente neste último semestre, mas tudo valeu a pena e o meu esforço foi compensado. 

Bom, neste momento a pergunta que me faço é 'E agora?'...

 

 

06
Jun17

One Love Manchester

Olá Layers, 

 

Provavelmente já estarão fartos de ouvir falar deste tema, mas achei que devia vir fazer um pequeno tributo a este pequeno grande concerto que, para mim, foi um acontecimento épico. 

Vamos começar pelo início. Confesso que nunca fui grande fã da Ariana Grande, nem como pessoa nem como artista. Ao longo do tempo, comecei a ouvir mais a discografia dela e houve músicas que me cativaram. No entanto, a parte do que era a pessoa dela, continuava com a mesma opinião, até porque ela teve atitudes menos corretas no passado, a meu ver. No entanto, o facto de não gostar dela, não quer dizer que eu deseje que algo mal lhe aconteça ou a quem é fã dela. Para mim, o que aconteceu foi uma coisa terrível e que ninguém deveria ter de passar por uma situação daquelas. Imensos inocentes morreram e a única coisa que fizeram foi sair de casa para ir ver a sua cantora favorita, provavelmente. E, tal como eles, imensas pessoas o fazem todos os dias, a toda a hora. Eu só penso que podia ser eu, as minhas irmãs, os meus amigos, conhecidos, etc. Um acto de terrorismo é exactamente isso e toda a conotação negativa que deve ter. A Ariana sentiu-se responsável pela morte dessas pessoas, podera, eu também ficaria no mesmo estado, mas a verdade é que a pobre rapariga não teve culpa nenhuma. Ela apenas limitou-se a fazer o seu trabalho e a agradar os seus fãs. Quando saíram notícias de que seria ela a arcar com os custos dos funerários, eu não achei essa atitude nada de especial. Não que não fosse boa porque era, mas porque acho que era o mínimo que uma pessoa que se sentisse responsável podia fazer. Se ela tem possibilidades, porque não? Se eu estivesse na posição dela, faria exactamente o mesmo. Agora a ideia do concerto 'One Love Manchester', isso sim, foi digno de louvar. Ela não deixou que a memória daquelas pessoas fosse esquecida, aliás na minha opinião vou muito bem honrada por aquele concerto. Transmitir paz e amor através da música, é algo poderoso e eu acho que a música é uma das poucas coisas que nos faz unir assim, daquela maneira que toda a gente viu. É de louvar também os artistas que estiveram presentes para angariar dinheiro para causa sem receberem nada em troca. A mensagem que aquele concerto transmitiu de que não podemos viver na sombra do medo, que por mais actos terroristas que haja não nos podemos deixar intimidar ou deixar de fazer as coisas que gostamos. Que por muito 'mal' que haja no mundo, haverá sempre mais 'bem'. E isso deixa-me feliz, deixa-me com esperança e orgulhosa daquelas pessoas que não deixaram que o medo e o terror vencessem. Por isso, quero agradecer à Ariana por ter providenciado um dos momentos mais bonitos que eu já vi, por ter juntado tantos corações e por ter homenageado de uma maneira tão bonita as pessoas que perderam a vida naquela noite de terror. 

Confesso que houve momentos que me deixaram com pele de galinha, outros à beira do choro e este foi um deles:

 

 

A blogger

O meu nome é Bárbara, tenho 23 anos e sou do Porto. Estudo Línguas e Culturas Estrangeiras na ESE. Sou apaixonada por livros, filmes e séries, e maquilhagem. Sonho ser Comissária de Bordo. Aqui poderás encontrar parte das minhas opiniões, sonhos e desabafos.

Sigam-me

Créditos

Layout by Daniela