Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LA in my heart ♥

08
Set15

A todos os caloiros: Sobre as praxes!

Então decidi fazer este post porque ando numa de dar a minha opinião sobre assuntos que Importam e provavelmente começarei a fazê-los com mais frequência dependendo do meu tempo. E o primeiro tema que escolhi foram as praxes! E porquê? Porque já os caloirinhos sabem onde entraram e normalmente depois dessa preocupação e da fase de inscrição, vem a eterna preocupação: Então e as praxes? 

Basicamente, venho contar a minha "experiência" no ano de caloira. Primeiro tenho de dizer que: Eu decidi não participar nas praxes, mas isto desde início. E não, não venho para aqui dizer mal das praxes. Bom, eu decidi não ir às praxes por algumas razões, uma delas é o facto de eu ter entrado mais tarde para a universidade, ou seja os doutores que me iriam praxar, seriam da minha idade ou ainda mais novos e eu não me estava a ver a ser "mandada" por alguém mais novo. Segundo, não me estava a imaginar de todo a ser "mandada", mas isso já vai da minha personalidade. Terceiro, não me sujeitaria a algumas coisas que são feitas na praxe. E quarto, era mais tempo que tinha de despender da minha vida para aquilo. Pronto, esses foram os motivos para não ter ido. Agora, e como disse, não venho para aqui dizer mal das praxes como boa gente que desde que houve a tragédia no Meco, se opõe agressivamente e esse assunto nem sequer teve nada a ver com praxes propriamente ditas. Portanto, se tens curiosidade, tu caloirinho, faz o favor de experimentar e ver como é, se não gostares, desiste. Não és obrigado a lá estar, de todo! E isto serve também para o facto de não te imaginares a frequentar as praxes, não és obrigado a ir, portanto se te "obrigarem", reclama dos teus direitos. 

Quanto a alguns mitos sobre a praxe: 

- Dizem que as praxes são muito más, daquilo que vi na minha univerdade, não achei assim tão agressivo quanto isso, bem pelo contrário;
- Não podes recusar fazer determinadas coisas, sim podes!; 
- É na praxe que conheces mais pessoas e te ambientas melhor, eu não tive problema nenhum em ambientar-me e dou-me bastante bem com o pessoal da minha universidade que frequentou a praxe (Apesar de saber que não é uma realidade que se aplica a todas as universidades porque normalmente o pessoal que anda na praxe só interage com o pessoal que anda na praxe) 
- Não podes trajar se não fores à praxe, sim podes uma vez que o traje é académico e não praxista;
- Não podes participar no cortejo se não estiveste na praxe, sim podes; 
- Não podes ter madrinha/padrinho, claro que podes, podendo até ser de uma universidade diferente; 

 

E pronto é esta a minha opinião sobre as praxes, não acho que sejam o fim do mundo, simplesmente não são/foram para mim. Espero ter esclarecido algumas dúvidas a algum caloiro/a que leia isto! Beijinhos 

2 comentários

Comentar post